Prefeitura de Cabedelo autoriza construção de shopping barrado por esquema da Xeque-Mate

A prefeitura de Cabedelo, na Grande João Pessoa, entregou o alvará de construção do Shopping Pátio Intermares, nesta terça-feira (13). O empreendimento foi citado nos depoimentos da Operação Xeque-Mate. De acordo com as investigações, houve interferência de empresários e vereadores para a construção do shopping.

De acordo com o prefeito de Cabedelo, Vítor Hugo, o alvará foi entregue ao representante do Grupo Marquise, na Paraíba, que já pagou as taxas para expedição da licença junto a Secretaria da Receita do município, e já pode dar início às obras.

O shopping deve gerar cerca de 4 mil empregos diretos e indiretos e deve contar com mais de 200 lojas e 1,4 mil vagas de estacionamento.

As investigação da Operação Xeque-Mate chegaram a conclusão de que houve interferência de empresários e políticos contrários a construção do empreedimento. Vereadores da cidade, por exemplo, segundo as investigações, teriam recebido propina para não autorizar a construção.

Segundo Leto Viana, em depoimento, o interesse do empresário Roberto Santiago na compra do mandato do então prefeito Luceninha era de impedir a construção do shopping.

Além disso, “Fabiano Gomes recebia R$ 30 mil mensais (posteriormente R$ 20 mil) por sua participação na compra do mandato e também para dar cobertura na imprensa contrária à construção do Shopping Pátio Intermares”, contou Leto Viana ao delegado da Polícia Federal, Fabiano Emídio de Lucena.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, informe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui